Tag: unhas

Unhas: Qual o formato das suas?

Há alguns dias, vi a foto das unhas de uma amiga e achei que elas estavam lindas, não pela cor, mas pelo formato redondinho. Pensei com meus botões: na próxima vez que fizer as unhas, vou arredondar as pontas também, e foi o que eu fiz. Olha só minhas unhas em formato oval.

Minhas Unhas

Ainda não me acostumei com o resultado, mas a mudança me fez pensar sobre uma coisa com a qual eu nunca me importei: o formato. E não é que cada um deles pode fazer a diferença? Oval, quadrado, com os cantos arredondados, redondo, pontiagudo… Escolha o melhor formato para as suas.

Quadradas

unhas-quadradasNo salão, o formato mais pedido é o quadrado, mas ele é indicado apenas para quem tem as unhas fortes já que é mais fácil bater e lascar os cantos. É o formato ideal para quem tiver os dedos finos e longos, como os meus. Infelizmente, minhas unhas são fraquinhas como papel e acabo sofrendo as consequências negativas de manter o formato quadrado, por isso, até hoje, sempre usei as unhas quadradas com os cantos arredondados.

Quadradas arredondadas

quadrada redondaA diferença pode ser bem sutil, mas é capaz de garantir alguns dias a mais de durabilidade. Esse formato continua garantindo o equilíbrio para as mãos de dedos finos e compridos. Para fazer, deixe as unhas quadradinhas e, no final, passe a lixa delicadamente nos cantos para deixá-los arredondados.

Stiletto

stilettoPara quem quer deixar os dedos mais finos e alongados, a unha pontiaguda pode ser uma opção, mas ele exige bastante resistência e ousadia! Unhas frágeis não sustentam esse formato que faz sucesso entre as celebridades. Se as suas estão fortes e compridas e você quer experimentar, lixe-as na diagonal e finalize arredondando a ponta.

Redondas

unhas-ombré-15Considero esse o formato mais fácil de fazer sozinha, já que basta acompanhar o formato natural. Como as minhas são mais frágeis, sempre que uma quebra, acabo apelando para esse formato que é excelente para unhas curtas. Elas dificilmente vão te dar trabalho, além de serem discretas e combinarem com tudo. A dica para conseguir o efeito é cortar as duas pontinhas da unha na diagonal e lixar até ficar redonda.

Ovais

ovalA diferença desse formato para o redondo está nas laterais das unhas, pelas quais você deve começar o trabalho. Lixe da lateral até o topo das unhas de forma angulada, mas cuidado para não deixá-las tortas. A unhas ficará mais delicada e, para as compridas, com maior durabilidade. O formato empresta a tal delicadeza para mãos pequenas e gordinhas.

 

A partir de agora, vou considerar mais do que apenas a cor do esmalte. E você?

Precisamos falar sobre BOTOX – parte 1

Quem me conhece sabe que não tenho muuuita vaidade. Morro de preguiça de me maquiar todo dia; tento pelo menos disfarçar as olheiras e espinhas com aquele BB Cream ou corretivo amigo <3 Tampouco sou daquelas que corre pra comprar o último lançamento da moda; gosto de peças atemporais, que não vão durar apenas uma estação no meu guarda-roupa.

Uma das minhas poucas vaidades é estar sempre com as unhas grandes e pintadas. Semanalmente, eu mesma corto, lixo e pinto as minhas filhotas! *-* Elas sempre foram bem fortes e resistentes, mas, agora em Dezembro, elas começaram a descascar nas pontas. Achei que era algo temporário e fui levando. Em Janeiro, ainda na mesma, já deixei de pintá-las para dar a elas um descanso. No começo de Fevereiro, sem melhoras, fui à minha dermatologista e ela me receitou um gel e uma vitamina, além de continuar sem esmalte por um tempo 🙁 (Depois eu conto o resultado pra vocês!)

unhas

Não, não são postiças!

Já que estava lá na consulta, aproveitei para me queixar da velhice precoce: “Dra., sabe o que é… eu acho que minha testa está muito envelhecida para minha idade. Ainda nem cheguei aos 30! O que faço?”. Eis que ela me diz: “Bom, você pode usar alguns cremes hidratantes, à base de vitamina C, que previnem e retardam o envelhecimento.” Me deu duas amostras grátis e continuou: “Sei que você é muito nova e provavelmente não quer ouvir falar de Botox, mas você pode estudar também essa possibilidade para um futuro próximo”. Tomei aquele susto! Mas, curiosa como sou, perguntei quanto custava. E ela me disse que cada sessão custa em torno de 800 dilmas, sendo geralmente duas por ano. #choremos

E lá vai a Zilma depois da consulta pensar sobre botox. E, claro, fui conversar com algumas amigas a respeito. Então, a Lahisla me mostrou este vídeo, super esclarecedor, que me fez perder um pouco do preconceito que tinha da toxina botulínica:

Viu as mil e uma utilidades do botox? Fantástico, né? Eu ainda não vou aplicar. Acho que posso ficar nos creminhos por um tempo. Além disso, preciso cumprir o plano de ficar RYCA primeiro! Mas, um dia, quem sabe?! 😉