Minha primeira publicação para esse blog me fez, mais uma vez, refletir sobre o tempo. O meu tempo, no caso, que é o único que eu posso administrar e: NOSSA! Como eu falho nessa tarefa! Para começar a desenvolver esse pensamento, deixa eu te confessar uma coisa: Essa publicação está atrasada há pelo menos uma semana. Quer saber por quê? Eu te dou três motivos…sentaquelavem

  1. No começo do ano, mudei de emprego e, workaholic como eu sou, minha atenção tem sido bastante concentrada nesse novo desafio;
  2. Para compensar os dias de Carnaval¹, precisei fazer crédito no meu banco de horas, trabalhando 10 horas por dia. Cara, eu fiquei cansada!
  3. Eu simplesmente não dei prioridade a esse projeto e as duas primeiras justificativas, na verdade, são desculpas.

É isso, shame on me! A verdade é que, como disse meu professor de Gestão do Tempo, “não dá pra fazer tudo, mas dá pra fazer tudo que é importante”. Nunca vou esquecer essa frase e penso nela como um mantra pessoal, sabe por quê? Porque a gente sempre tem mais coisas para fazer do que é realmente possível dar conta, sejam coisas que nos foram designadas ou que realmente desejamos realizar.

Hermione e Harry usando o vira tempo no terceiro filme da saga.

Hermione e Harry usando o vira tempo no terceiro filme da saga.

Temos tanto para fazer e tanta vontade de dar conta que criamos a ilusão de que vai dar tempo. Adivinha, não vai! Não adianta, cara, o vira tempo é uma ferramenta fictícia. O jeito é aceitar a realidade e ela já cansou de mostrar que você só vai conseguir realizar as atividades para as quais der prioridade. Ou seja, o que você fizer primeiro (supostamente o que considera mais importante) será feito; O que você deixar pra depois vai se transformar em uma bola de neve que você pode apelidar carinhosamente de Frustração. Abra mão dessas coisas, ok?

A dica aqui é que você avalie o que é realmente importante pra você e dê atenção a essas coisas primeiro. O que não for importante, pode ser feito depois ou por outras pessoas. Gestão do Tempo é uma das fontes da qualidade de vida e eu pretendo escrever sobre isso muitas vezes. Por enquanto, te deixo com o trecho de um treinamento sobre foco da Franklin Covey. Ele fala exatamente sobre prioridades e vale a pena ser assistido.

Fica com a gente aqui na calçada e vamos bater um papo sobre Gestão do Tempo mais vezes!


¹ O Carnaval é ponto facultativo. Isso significa que, de acordo com o art. 2º da CLT, os empregadores têm liberdade de optar ou não pela folga remunerada de seus colaboradores.