Category: Beleza (page 1 of 2)

Shiseido e Microsoft criando o milagre do TeleBeauty

Telebeauty

A tecnologia facilita a nossa vida por um lado, mas traz novos problemas por outro. Nada é perfeito, não é? É assim que as videochamadas de Facetime, Google Hangouts,Skype e outros aplicativos atuam: deixam a gente feliz por poder ver os parentes, matar um pouco da saudade do namorado que está distante e trabalhar remotamente via conferência; e triste por ter que mostrar o rosto sem maquiagem, daquele jeito que ficamos quando estamos em casa.

Você também fica na dúvida se passa uma maquiagem de leve só pra falar com alguém em uma videochamada ou se mostra a cara lavada? Então a Shiseido, gigante japonesa da indústria de cosméticos, e a Microsoft vão resolver esse problema.

A novidade que une tecnologia e beleza se chama TeleBeauty e vai ser a solução dos seus problemas!

Trata-se de um aplicativo de realidade aumentada que foi originalmente criado por uma startup japonesa para que mulheres possam testar maquiagem. Ao cair nas mãos da Microsoft e da Shiseido, o TeleBeauty foi desenvolvido e permitirá que a usuária faça ligações de vídeo pelo Skype escolhendo a maquiagem virtual que quiser. Isso mesmo, a maquiagem será virtual!

Adeus maquiagem rápida só pra fazer videochamada (desde que você escolha o Skype, claro)! E com resultado bem melhor que a máscara da Jane dos Jetson’s e da amiga dela pra falar no videofone, hein!

jane-jetsons-falando-videofone

Já aguardando ansiosamente por esta maravilha. E você? Comenta aqui o que achou.

Sim, sou feliz fazendo dieta

Existe um meme que circula por esse mundão da internet que diz assim: “ou você é feliz ou faz dieta”. Concordo que comer é um dos maiores prazeres da vida, mas acredito que a autoestima é crucial para a felicidade. É preciso amor próprio.

dieta-carminha

Se você é feliz com o corpo que tem e comendo o que deseja, você deve fazer parte da minoria da população, segundo minhas estatísticas de achismo! Ouço, praticamente todos os dias, pessoas dizerem que não estão felizes com o seu corpo. E eu me incluía nesse grupo num certo período entre 2013 e 2015. Tinha chegado a um peso que meu corpo nunca tinha conhecido e isso estava me incomodando muito. Mas reclamar, reclamar e não fazer nada a respeito não adianta, né? “Um belo dia resolvi mudar”, como diria Rita Lee.

O primeiro passo foi tentar praticar corrida, ainda que sem ajuda profissional. Era uma atividade que já tinha tentado iniciar várias vezes, mas sempre desistia por algum motivo que camuflava a preguiça. Em agosto de 2015, comecei a tomar mais gosto pela corrida quando participei da minha primeira corrida de rua, proporcionada pela empresa na qual trabalho. Em outubro do mesmo ano, entrei na academia. Acho que esse foi o passo mais decisivo. Passei a frequentar a academia praticamente todos os dias, inclusive domingos e feriados (coisas que a Smart Fit nos proporciona!). Simultaneamente, comecei, por conta própria, uma discreta reeducação alimentar.

Com esse combo academia e alimentação saudável (ou menos porquinha!), cheguei em janeiro deste ano (2016) com praticamente todos os quilos indesejados perdidos. 😀 A vontade de continuar nesse novo estilo de vida só crescia. No mês seguinte, comecei mais duas atividades: sapateado e corrida, esta de forma regular e com acompanhamento profissional, da assessoria Hapvida +1K. E, pasmem, ambas GRATUITAS. Quando a gente tem um objetivo claro, desejo e determinação para alcançá-lo, caminhos não faltam!

Gente, preciso compartilhar com vocês: comecei a me ver com outros olhos no espelho. E comecei a amar isso! <3

gretchen-emocionada

Emocionada :~)

O mais recente passo que dei nesse processo, que deveria ou poderia ter sido um dos primeiros, foi agendar uma consulta com Nutricionista. A primeira consulta foi em julho – comecei a dieta no meio das minhas férias – e, nos primeiros 45 dias, consegui substituir 4% de gordura por massa magra na composição corporal. Imagina o tamanho da felicidade?

A rotina é difícil? Sim, não vou mentir. Acordo cedo de segunda a sábado, ando pra cima e baixo com minha lancheira, faço atividades todos os dias – às vezes duas por dia, chego em casa cansada e ainda tenho que arrumar tudo para o outro dia. Mas sabe o que é mais impressionante? É a capacidade das pessoas não apenas notarem a mudança, mas fazerem comentários desnecessários sobre uma decisão que EU tomei.

– “Nossa, você ‘tá’ magra demais. Come mais.”

– “Já ‘tá’ tão magrinha. Quer sumir?”

– “Dieta pra quê, se ‘vamo’ ‘tudo’ morrer?”

(…)

olhos-revirando

Eu não cheguei ao ponto de abdicar da pizza ou cervejinha com amigos. Também não julgo quem decide por abdicar ou quem come o que quer, se assim julgar melhor. Descobri que o segredo da minha autoestima e felicidade HOJE está no equilíbrio. No final das contas, além da saúde, o que importa é a autoestima. Então, SIM, SOU FELIZ FAZENDO DIETA. E muitas atividades \o/

E vocês podem conferir o resultado dessa minha descoberta na comparação abaixo entre uma foto de novembro/2014 e setembro/2016 😀

zilma-2014-2016

Nov/2014 x Set/2016

Processo Ruiva

Quem me conhece sabe que adoro mudar meu cabelo. E quem já me conhecia em meados de 2011/2012 sabe que fui ruiva nessa época. Mas, na verdade, eu não gostei do tom de ruivo que ficou (nem lembro a numeração e marca) e acabei voltando pro castanho e depois para as mechas loiras que usava antes. Pra quem não conhece ou não lembra, a prova do crime está logo abaixo.

Ruivo vermelhón [2012]

Ruivo vermelhón [2012]

Ano passado [2015], eu desisti das mechas loiras no cabelo todo, pintei de um tom de castanho similar ao meu natural e depois acabei tentando fazer umas mechas mais discretas só nas pontas. As mechas deveriam ficar num tom de caramelo, mas abriram bastante depois de alguns meses.

Ô coisa difícil é um cabeleireiro acertar a cor que eu quero! [Momento desabafo, colegas!]

Pois bem… Nesse ano [2016], resolvi tentar ser ruiva mais uma vez. Agora com mais pesquisa e mais conhecimento de causa, mas ainda longe de ser uma especialista no assunto, óbvio. Depois de ler alguns blogs de ruivas, descobri que ir do loiro (mesmo que apenas mechas) para o ruivo exige certa paciência.

Primeiro, é preciso fazer o que é chamado de correção de cor (a outra opção seria descolorir o cabelo todo – sem chance, por enquanto), para tirar o máximo possível de loiro que, no meu caso, ainda estava nas pontas dos cabelos. Então a primeira pintura ficou quase um castanho mesmo, com as pontas mais escuras por conta da correção. Mas o loiro é danado e não some assim tão fácil. Essa primeira pintura que fiz foi com a cor 7.3 (ou 7.4) da marca Matrix, disponível no salão que fui (fiquei com tanta dúvida entre as duas na hora, que nem lembro mais a cor exata, mas são bem próximas).

cartela-de-coloracao-de-cabelo-socolor-beauty-matrix

Cartela de cores da Matrix. [Clique para ampliar.]

Logo depois, vi uma ruiva DIVA na academia. Engoli a vergonha (e o medo de ser tratada com antipatia, porque não é toda mulher que conta seus “segredos” de beleza de bom grado) e fui lá falar com ela porque – sim – o cabelo dela é um ruivo maravilindo. <3 Contei pra ela a minha saga capilar resumidamente e perguntei que numeração/marca de cor ela usava. E ela não só me respondeu, como foi a pessoa mais fofa do mundo me dando a dica de onde comprar. Ela ainda me deu o número dela, ficando à disposição para conversar mais sobre o assunto e trocamos algumas figurinhas por mensagens!

Ela usa as cores 9.43 + 8.4 da Keune, com água de 30 volumes. Mas, quando fui lá no local indicado comprar, não tinha a 8.4 – QUÉN! Então, comprei as cores 9.43 + 7.43. A moça da loja também me indicou comprar a água de 20 volumes, para não agredir tanto o cabelo, na embalagem de 1L, que sai beeeeem mais em conta e não precisa ficar comprando vidrinho pequeno todo mês.

cartela-de-coloracao-de-cabelo-keune

Cartela de cores Keune. [Clique para ampliar.]

cores-e-agua-keune

Minhas comprinhas Keune: água 20 vol. 1L e tintas 9.43 e 7.43.

Como comprei as duas cores para misturar, elas renderam duas aplicações. A primeira aplicação da Keune foi mais ou menos 30 dias depois da aplicação da Matrix. A cor abriu um pouco, mas, com o passar dos dias, o maRvado do loiro continuou aparecendo um pouco nas pontas (que continuaram mais escuras que o topo do cabelo), ainda que mais discretamente. Contra a luz dava pra notar mais!

Como meu cabelo não cresceu tanto em 30 dias, resolvi esperar cerca de 45 dias para pintar novamente. Nessa nova aplicação da Keune, a cor abriu ainda mais e as pontas do cabelo estão começando a ficar com a mesma cor do topo – YAY! \o/ Vejam o progresso:

processo-ruivo-zilma

Matrix 7.3 ou 7.4 >> Keune 9.43 + 7.43 1ª aplicação >> Keune 9.43 + 7.43 2ª aplicação.

PRÓXIMOS PASSOS

Para a próxima pintura, precisarei comprar tintas. Espero que tenha a 8.4 pra comprar com a 9.43, porque eu ainda quero abrir um pouco mais a cor! #oremos

Volto aqui pra contar pra vocês os novos resultados. 😀

DICA

Pra finalizar, uma coisa muito bacana que achei nas minhas pesquisas foi a tabela abaixo, super didática, que ensina como escolher a cor pelo número de base (que vem antes do ponto) e o que vem depois do ponto. Assim, fica muito mais fácil você acertar.

tabela-nuances-cosbel

Quando a tinta é 9.43, por exemplo, significa que ela tem reflexos acobreados dourados. O primeiro número, no caso o 4, indica a nuance mais presente. Babado, né?

É isso, gente! O que acharam do meu ruivo e das dicas? Me contem tudo e, se tiverem mais dicas, mandem também. Vou adorar <3

Corretivo e base Fit Me da Maybelline: Exemplo de produto BBB

Finalmente dei uma pausa no Pokémon Go para testar produtos novos e contar aqui no blog o que achei deles. Dessa vez foram produtos de pele: a base e o corretivo Fit Me da Maybelline.

Gretchen Pokémon Go

Para começar, os produtos de pele da Maybelline são baratinhos (graças a Deus!) e eu pude comprar as duas cores de base que me deixaram em dúvida sobre qual levar pra casa. Na farmácia tinha o testador, mas mesmo assim eu fiquei na dúvida porque a luz do ambiente também influencia nessa escolha e o tom mais amarelado parecia ficar melhor na minha pele, mas como  eu tenho um histórico de os tons rosados sempre ficarem melhor, resolvi levar os dois.

Os tons que comprei foram o 10 do corretivo, o 100 e o 110 da base. Como o corretivo só tem três tons (claro 10, médio 20 e escuro 30), não tive dúvidas de que para mim seria o mais claro. Já as bases (100 claro sutil e 110 claro real) não são uma mais escura que a outra, elas mudam apenas o subtom, que na primeira é amarelado e na segunda é rosado. Com os três itens comprados, parti para o teste valendo no espelho de casa e na luz branca (aquela que entrega todas as suas manchinhas e poros aparentes).

Base e corretivo Fit Me da Maybelline

Corretivo Fit Me cor 10 – Claro, base Fit Me cor 100 – Claro Sutil e base Fit Me cor 110 – Claro Real

Hora da verdade!

Corretivo Fit Me – Cor 10 – R$22,99

O corretivo Fit Me na cor 10 ficou bom no meu rosto. Ele tem um subtom amarelado, mas a cor se adaptou perfeitamente ao meu tom de pele. Como não tenho muita olheira, ele conseguiu cobrir bem mesmo tendo uma cobertura leve. Talvez para quem tem muita olheira, ele não vai fazer muita diferença, mas para mim funcionou perfeitamente. Outro ponto positivo é a textura, que espalha bem e fica sequinho, sem acumular nas linhas que eu tenho abaixo dos olhos.

Base Fit Me – Cores 100 e 110 – R$30,99 cada

Quando testei as duas cores em casa, naquele esquema de colocar uma cor diferente de cada lado do rosto, percebi que as duas ficaram um pouco escuras pra mim. Eu uso a cor NW15 da M.A.C, a mais clara e com subtom rosado, então já estou acostumada com esse problema das marcas nacionais não terem cores que sejam exatamente do meu tom, mas essas da Maybelline ainda são usáveis pra mim se eu misturar com outra base matte mais clara ou passar um corretivo mais claro em alguns pontos estratégicos do rosto.

Das duas cores, a 110 ficou um pouco melhor pra mim, então alguém ganhará a 100 que eu não pretendo usar.

Swatches bases e corretivo Fit Me da Maybelline

Swatches de cima para baixo: Base Fit Me cor 100, base Fit Me cor 110 e corretivo Fit Me cor 10

Quanto à textura, as bases Fit Me são líquidas e bem leves, fáceis de espalhar com as mãos e ficam sequinhas na pele. Elas têm efeito matte e a cobertura é leve. Não têm proteção solar, então se for usar durante o dia, passe um protetor antes da base ou finalize com um pó que tenha FPS.

No fim das contas, eu amei o corretivo e pretendo comprar novamente quando ele acabar, pois é baratinho, a cor ficou boa e a textura é ótima. Já as bases eu não pretendo comprar novamente só por causa da cor que ficou escura pra mim, mas os produtos da linha Fit Me são exemplo de produtos de maquiagem bons, bonitos e baratos.

Se você já testou os produtos da linha Fit Me, conta aqui pra gente nos comentários!

Quem Disse Berenice: Como não amar?

O que toda mulher que ama maquiagem mais busca conseguir? Muitas cores lindas, variedade para todos os tipos e tons de pele, qualidade e preço acessível. Eis a fórmula do sucesso da Quem Disse, Berenice? (QDB)!

Essa marca ganhou os corações (e bolsos!) das brasileiras já faz alguns anos com lojas e produtos com embalagens pra lá de fofas, uma variedade imensa de cores e acabamentos e um conceito que ganha logo de cara as meninas/mulheres que estão começando a se aventurar na automaquiagem. Pra QDB, você não deve ter medo de errar e misturar cores. Se errou, é só limpar e começar de novo. “Se joga!” é o que tem escrito na bala do batom e combina muito bem com a imagem e a mensagem que a marca quer passar.

Quando descobri que a QDB é uma marca do Grupo Boticário, me senti mais confiante ainda pra experimentar tudo e me joguei mesmo. Essa foto aí embaixo é das primeiras compras que fiz em uma das lojas.

Produtos Quem Disse Berenice

Demaquilante Roseta, batom cremoso Rosax, blush Rosadinha, sombra Marrondito, sombra Clare, pincel blush e lápis de olhos Azuluxo.

O que tenho a dizer sobre eles? Vou dizer o que achei de um por um pra você pensar o que vale mais a pena comprar daí.

Demaquilante Bifásico – Cor Roseta – R$35,90

Ganhei uma amostra do demaquilante bifásico logo na minha primeira compra e gostei bastante. Até já comprei a versão em tamanho normal! Ele vem nas cores azul, laranja, rosa e verde só pra dar um charme ao produto, já que a cor não interfere em nada no mesmo. Ele remove bem a maquiagem à prova d’água dos olhos, porém algumas máscara de cílios muito resistentes podem oferecer uma certa dificuldade pra ele, mas nada que mais um algodão e uma segunda passada desse demaquilante não resolvam.

Batom Cremoso – Cor Rosax – R$25,90

Os batons da QDB têm pigmentação excelente, daquelas que resolvem com uma passada só nos lábios. A textura desse que eu comprei é bem cremosa e tem um cheirinho maravilhoso, um coração desenhado na bala e a frase “Se joga!”. Como não amar? Está entre os melhores batons que eu já usei na vida.

Blush – Cor Rosadinha – R$39,90

O blush também é um produto maravilhoso, com pigmentação excelente, mas confesso que o preço dele me faz não querer comprar novamente. A embalagem não vem com espelho ou aplicador, no entanto os quase R$40,00 me fazem lembrar que outras marcas nacionais têm produtos semelhantes, com embalagens melhores e preços mais baixos.

Sombras – Cores Marrondito e Clare – R$25,90

A imensa variedade de cores das sombras te deixam apaixonada logo ao entrar na loja, mas a qualidade pode mudar um pouco de uma cor para outra. A cor marrondito, por exemplo, é opaca e tem pigmentação ótima e aplicação bem fácil, mas a cor clare, que é um cintilante, esfarela bastante na hora de aplicar. Ainda gosto bastante, mas confesso que me irritei um pouco no começo por ter que sempre limpar abaixo dos olhos depois de aplicar a clare.

Lápis de Olhos – Cor Azuluxo – R$27,90

Esse lápis tem um fundo escuro, quase preto, e glitter azul escuro nele. Confesso que comprei mais pela moda dos lápis com glitter, mas usei bem pouco e sempre esfumando na pálpebra inteira pra deixar aquele brilhinho. A qualidade é ótima, boa pigmentação e muitas partículas de glitter quando você passa. Compraria novamente em outras cores sem glitter com certeza.

Pincel Blush – R$37,90

Esse item eu amei e uso muito sempre! Os pinceis da QDB são de cerdas sintéticas, mas são muito muito muito macios. Não testei os de sombras, mas o de blush eu amei e valeu cada centavo.

Logo depois dessas primeiras comprinhas, a tendência dos batons líquidos com acabamento mate tomou conta de todas as marcas de maquiagem e a QDB arrasou muito na versão deles. Garanti logo as cores que achei mais lindas da coleção!

Batons líquido mate Quem Disse Berenice

Uvali, Vermeli, Rosadili e Rosali.

Batom Líquido Mate – R$31,90

Todas as cores têm a pigmentação excelente e ficam super mate nos lábios. Eles não precisam ser passados correndo, porque secam em um tempo perfeito: nem rápido demais que complique a aplicação e nem lento demais que você precise esperar muito pra não borrar. A durabilidade é excelente também, mas se você beber alguma coisa ele vai sair um pouquinho só no centro dos lábios. Nada que você precise sair correndo pra reaplicar, porque é só um pouco mesmo!

Abaixo, os swatches das cores depois que secam. Lindas demais!

Swatch batons líquidos mate Quem Disse Berenice

Uvali, Vermeli, Rosadili e Rosali.

Todos esses produtos estão disponíveis nas lojas físicas e também no e-commerce da Quem Disse, Berenice?.

E aí, curtiu o post? Comenta aqui os produtos e as cores que você mais amou e o que acha da marca.

Cabelo loiro: rotina de tratamento

Na última vez que fiz mechas no cabelo, a quarta descoloração em mais ou menos um ano e meio, perguntei a cabelereira se eu deveria mudar meu xampu. Ela perguntou:

– Por quê? Você usa qualquer um, né?

Né, com toda certeza! Nasci com os cabelos fininhos e ondulados, quase lisos, macios e brilhosos. Sinceramente, nunca me preocupei em trata-los até que um dia resolvi ficar loira. Que tragédia! Não para mim, que me achei muito mais bonita, mas para os pobres fios desamparados sobre a minha cabeça. A cada descoloração, meu cabelo ficava menos saudável e era evidente que eu não poderia continuar comprando qualquer xampu e condicionador na farmácia e apenas rezar para não ficar careca.

Para quem nunca fez nada pela beleza capilar além de usar o pente uma vez por dia, criar o hábito de cuidar do cabelo não foi fácil nem rápido, além de ter afetado meu tempo e meu bolso. Você já deve ter ouvido por aí que “ser loira não é barato”. Para começar, fazer mechas bonitas com uma pessoa confiável custa caro (a não ser que você conheça as pessoas certas!). Depois, vem toda a rotina de cuidados que antes não pareciam necessários. Vou contar um pouquinho aqui sobre o que mudou para mim.

Secar naturalmente

Nunca tive o hábito de usar secador, fazer escova ou chapinha. Meus cabelos secavam ao vento e ficavam uma beleza. Agora, depois de lavá-los, saio do banho com a cabeleira armada tal qual juba de leão assanhado. Pentear e não secar é a receita certa para o desastre (se bem que, por ter o cabelo liso e fino, não fica tão terrível). O jeito foi comprar um secador. Depois, comprei uma escova giratória com vários pentes (salva a minha vida sempre).

escova_mondial

Mas não dá para submeter os fios ao calor sem nenhuma proteção, então comprei um protetor térmico. O primeiro foi da Pantene (juro que não percebi nenhuma diferença com ele). Atualmente, uso o Uniq 1, que, além de protetor térmico, tem outras nove funções (um dia falo mais dele aqui). Uso o de coco, que tem um cheirinho gostoso (juro que não é enjoativo) e estava numa promoção maravilha no Beleza na Web.

Cabelo amarelado

Essa foi uma das minhas primeiras preocupações. Mesmo antes de ficar com os fios amarelos, comprei uma linha desamareladora da Bioextratus (boa e dá para usar em toda lavagem). Depois disso, passei a usar cremes de tratamento desamareladores uma vez por semana (às vezes, 15 dias). No começo, eu comprava, mas tenho uma fada madrinha que me abastece com excelentes produtos: a Glambox (mais uma publicação para o futuro). Assino a caixa de produtos de beleza há algum tempo e amo os produtos que recebo. Cremes de tratamento capilar são meus itens favoritos.

Outro produto que costumo usar para tratar os fios são as ampolas de tratamento da Pantene. Acho que elas são excelentes e tem um ótimo custo-benefício. Para quem não pode investir tanto, esse é um produto que pode substituir cremes mais caros e manter a qualidade.

ampola_pantene

Óleo, muito óleo

Uma das primeiras recomendações que recebi do cabelereiro foi: “use óleo”! O meu maior problema com os fios descoloridos é que eles ficam extremamente ressecados e quebradiços. Além de não poder lavar todos os dias (como eu fazia antigamente) é necessário contribuir com a hidratação dos fios usando óleos reparadores. Já usei o óleo extraordinário, da Elseve e o reparador de pontas da Avon. Hoje, uso dois produtos que vieram na Glambox: um complexo de óleos nutritivos da Natura Plant e o Probentol Derma Hair Spray (que também pode ser usado no corpo).

Xampu e condicionador

Mas e o xampu do começo dessa conversa? Bem, xampu e condicionador foram os últimos itens a serem substituídos na minha rotina. Por ter inserido tantos outros cuidados, achei que trocá-los não seria necessário. Até que um dia olhei pro meu cabelo e me bateu uma tristeza em vê-los tão maltratados. Claro que eles poderiam estar em uma situação pior, mas eu estava acostumada com fios saudáveis, elogiados onde eu fosse. Resolvi trocar o xampu da farmácia por uma linha de uso profissional apropriada para os cuidados dos meus fios. Fui ao Beleza na Web novamente (adoro esse site) e comprei xampu e condicionador Lumino Contrast, da L’Oreal Professional.

kit-loreal-lumino-contrast-profissional-_-2-produtos_

Um xampu para mim, hoje, precisa ter mais do que a missão de higienizar o couro cabeludo, ele precisa contribuir ativamente para a manutenção da beleza e da saúde dos fios.

Brilha la luna

Além de tudo isso que eu citei (se é que não esqueci nada), tomo minhas vitaminas diariamente, afinal, elas também são responsáveis por uma cabeleira saudável, e finalizo tudo com um spray de brilho da OX Vitamins.

E você, quais as suas dicas para um cabelo bonito e saudável?

Maquiagens Dior: Uma resenha sincera sobre elas

Quase todas as grandes grifes internacionais têm a sua linha de produtos de beleza e perfumaria hoje em dia. A Dior foi uma das pioneiras, criando o perfume Miss Dior em 1947 para ser o cheiro da maison e o aroma que as clientes levariam em suas roupas e sua pele. Quem diria que Christian Dior já fazia marketing sensorial antes mesmo de o mundo ter total consciência do que era isso?

O tempo passou e a linha de cosméticos, maquiagens e perfumes da Dior só aumentou, com produtos que são desejo e com campanhas publicitárias lindíssimas. Natalie Portman realmente representa o espírito da marca.

Desta vez, é das maquiagens que eu venho falar aqui, com toda sinceridade do mundo sobre qualidade e preço. Será que compensa mesmo?

Como eu já disse aqui no blog em um post anterior, eu amo embalagens bonitas e por isso eu sou a vítima cliente perfeita das maquiagens da Dior. Elas são lindas, especialmente as das coleções lançadas para o Natal, da linha Diorific. Olha só essas embalagens douradas!

Batom e esmalte Diorific

Esmalte Diorific Vernis – Marilyn e batom Diorific Mat – Diva

Da Dior, eu também tenho uma paleta de sombras 5 Couleurs Designer e uma máscara de cílios Dior Addict It Lash, que são de coleções regulares da marca.

Paleta de sombras Dior

Paleta de sombras 5 Couleurs Designer – Nude Pink 508

 

Dior It Lashes

Máscara de cílios Dior Addict It Lash – Black

Agora vamos lá, produto por produto, ver o que vale a pena em cada um desses produtos que eu testei.

Esmalte Diorific Vernis, R$99 

O esmalte da Dior me surpreendeu muito. Eu achava que de esmalte só importava a cor mesmo, mas esse tem um acabamento que parece um gel na unha, bem brilhoso e com a cor muito forte. Uma camada só já resolve, mas eu passo duas pra ficar com a cor bem intensa. A durabilidade é outro ponto muito positivo, durou uma semana inteira sem descascar. É óbvio que existem marcas muito mais baratas e com a qualidade semelhante, por isso não compraria novamente um esmalte da Dior, mas ele despertou em mim a vontade de procurar marcas melhores de esmalte, fugindo do padrão de só usar esmaltes encontrados em farmácias que eu tinha antes.

Batom Diorific Mat, R$155

Os batons da linha Diorific são lançados só no Natal e são os únicos (até o momento) com acabamento mate da Dior. Apesar de ser opaco, ele não é seco demais ao ponto de ficar difícil de deslizar a bala do batom pelos lábios, mas tem a pigmentação maravilhosa e a durabilidade incrível, daqueles que vão saindo dos lábios, mas deixando uma cor ainda assim. O cheiro também é muito bom! Dos dois produtos da linha Diorific, o batom é o único que eu compraria novamente porque, além de ser de coleção limitada e dar muita vontade de colecionar essas embalagens maravilhosas, ainda tem sempre uma cor super especial lançada todo ano.

Paleta de sombras 5 Couleurs Designer, R$289

Essa paleta eu comprei em uma promoção, estava menos de R$200, mas o valor normal dela é por volta dos R$300 e foi de longe o produto que menos valeu a pena. Existem marcas nacionais com a mesma qualidade e a preços infinitamente menores. A pigmentação é mediana e a fixação também. Só a embalagem que é bem bonita, com uma  capinha de veludo cobrindo a caixinha. As cores não têm nada de especial, podendo ser encontradas facilmente em outras marcas.

Máscara de cílios Dior Addict It Lash, R$149

Essa máscara de cílios da Dior é maravilhosa. O aplicador dela é daqueles durinhos e que deixa os cílios bem separadinhos, parecendo cílios de boneca. A embalagem, sem dúvidas, é muito bonita e veda perfeitamente a máscara, fazendo ela manter a consistência original por muito mais tempo. A fórmula é mais alongadora do que de volume e cumpre muito bem o que promete, mas eu também não compraria novamente, pois existem marcas muito mais baratas que têm o mesmo efeito nos cílios.

Depois da minha experiência com esses quatro produtos da Dior, eu diria que são maquiagens de alta qualidade, mas que podemos encontrar marcas nacionais e até internacionais com qualidade semelhante ou superior e preços menores. Ainda não testei as bases da Dior, mas pelas resenhas que já li em outros blogs, elas parecem ser os itens de maquiagem que mais valem a pena pagar um preço mais alto.

E você, o que acha das maquiagens com assinatura de grandes maisons de alta costura? Comenta aqui pra a gente bater um papo. ;D

Protetor solar, tem que usar!

Deixar de usar protetor solar todos os dias é um dos pecados de beleza mais cometidos. Confesso que só comecei a usar religiosamente quando percebi as primeiras manchinhas de sol e, mais ainda, quando finalmente encontrei protetores com textura seca.

Até os meus 25 anos, eu tentava pechinchar e só comprava protetores solares baratinhos, daquelas marcas que vendem no supermercado. Era aí que morava o meu grande problema! Os baratinhos, por mais que digam ser oil free e com textura “sequinha”, são oleosos, com uma textura mais grossa e deixam a pele do rosto melecada, sendo mais recomendados para o corpo e para aquele dia de sol na praia ou na piscina.

Para o rosto, é preciso investir mais dinheiro em protetores específicos para essa área, que são mais caros, mas têm textura realmente seca. Mesmo assim, é bom gastar também um tempinho a mais pesquisando quais são os melhores do mercado e os mais indicados para o seu tipo de pele. Por isso resolvi compartilhar a minha experiência com os que já usei. A minha pele é mista, daquelas bem oleosas na testa e no nariz, mas normal a seca nas bochechas. Então vamos lá, em ordem de preferência!

1. Anthelios Airlicium, da La Roche-Posay – R$69,90

anthelios-airlicium-la-roche-posayO Anthelios teve a fórmula renovada recentemente e, ao contrário da anterior, está realmente com uma textura sequinha na pele, mas o suficiente para não esfarelar quando seca completamente. Ele tem água termal da La Roche-Posay na composição, o que ajuda bastante a pele sensível, como a minha é. Esse protetor também é fácil de espalhar, até por ser um gel creme, e seca rápido, mas com tempo suficiente para você espalhar pelo rosto inteiro. O cheiro é um pouco marcante no começo, mas logo passa e você não fica sentindo cheiro de protetor por muito tempo. Vale a pena demais!

2. Minesol Oil Control, da ROC – R$79,90

minesol-oil-control-roc

Esse protetor foi o primeiro que eu amei e graças a ele eu adquiri o hábito de usar protetor solar todo santo dia. Ele é um gel creme muito sequinho e bem fácil de espalhar. O cheiro também é bem discreto, o que me deixou ainda mais apaixonada por ele, porque odeio ficar sentindo o cheiro do protetor depois que passo. Além disso, ele deixa a minha pele com uma aparência aveludada, como se eu tivesse passado um pó no rosto. Amo! Se eu tiver que apontar um defeito (já que nada é perfeito, infelizmente!), eu diria que ele esfarela um pouco se você esfregar a pele depois que ele seca.

3. Eau Thermale Avène Toque Seco – R$89,90

eau-thermale-avene-toque-sexo

O protetor solar da Avène tem água termal na composição, o que é uma maravilha para peles como a minha, que são mistas e sensíveis. A textura também é seca, mas o cheiro não é dos melhores. Sabe aqueles protetores que têm um cheiro um pouco forte, que você passa e fica uma hora sentindo o cheiro? Pois esse protetor é desses e, por isso, eu não gosto tanto dele. Mas, ainda assim, é um excelente protetor solar para o rosto.

O importante quando falamos de protetor solar é pesquisar e testar vários até achar aquele que mais se adapta à sua pele. Só não vale sair por aí desprotegida, pois o sol cria manchas na nossa pele e causa envelhecimento precoce. Quem quer ficar jovem por mais tempo, cola nessa ideia!

As coleções da Urban Decay que a gente não vai viver sem

A Urban Decay é uma das marcas de maquiagem que mais lançaram produtos desejo nos últimos anos. Desde que foi comprada pela francesa L’Oréal em 2012, é um lançamento atrás do outro e sempre daqueles que deixam todo mundo que ama maquiagem babando. Nem preciso citar as tão famosas paletas de sombras neutras Naked, que já tem uma família de quatro paletas incríveis e continua entre as mais vendidas da Sephora.

paleta naked urban decay

Eu até estava conseguindo resistir a todas essas paletas maravilhosas, até que… A Urban Decay lançou uma coleção de maquiagem assinada pela **DIVA** Gwen Stefani. A coleção tem uma paleta maravilhosa, com um design de embalagem espetacular e as cores de sombras que misturam tons neutros e coloridos, bem ao estilo das maquiagens da Gwen. Além das sombras, tem paleta de blushes, batons e lápis para lábios na coleção.

gwenn-stefani-maquiagem-urban-decay

 

sombras-urban-decay-gwen-stefani

blushes-urban-decay-gwen-stefani

batons-urban-decay-gwen-stefani

lápis-lábios-urban-decay-gwen-stefani

A coleção está quase chegando na Sephora brasileira, a previsão é que esteja disponível até julho.

Outro lançamento que está chegando lá fora (e a gente vai ter que esperar :~~) é a coleção do filme Alice Através do Espelho, que estreará neste mês. Como se não bastasse as cores das sombras serem lindas, a paleta ainda tem o design mais surpreendente que eu já vi, com uma linda borboleta azul na parte superior. Olha só!

As coleções da Urban Decay estão tão maravilhosas que eu posso até imaginar o quanto a M.A.C vai ter que rebolar pra superar tudo isso. Só nos resta babar e esperar que cheguem aqui pra nós!

Precisamos falar sobre BOTOX – parte 2 #FAIL

MINHAS AMIGAS E MEUS AMIGOS. Estou sem palavras para escrever esse post para vocês, mas vamos lá!

Para quem não leu o primeiro post sobre BOTOX, em resumo, foi o seguinte: fui à dermatologista me consultar sobre um problema nas unhas e acabei comentando sobre umas linhas de expressão que já me incomodam. E aí o Botox entrou na roda. Se tiver um tempinho, clica aqui e confere a história toda!

Pois, bem! Nas andanças da internet, pesquisando sobre o dito cujo, apareceu um produtinho chamado Instantly Ageless by Jeunesse, que promete fazer o efeito do Botox na hora, no caixa, sem burocracia, te deixando com a pele de pêssego por cerca de 8 horas. Vi alguns vídeos, resenhas e até a Adriane Galisteu dizendo que ama o produto. Aí pensei: tenho que comprar esse negócio e testar! Comprei um sachê no site Bella Lune e a entrega foi super rápida, com frete grátis. Mas agora o site está fora do ar :/

Esperei o momento ideal (aquele dia com olheiras e linhas mais marcadas) para fazer o teste, mas nem sempre a vida ajuda, não é, minha gente? E resolvi testar num dia comum. O resultado é: PLOFT! Não curti.

  1. A sensação é de estar passando cola branca na cara, porque o produto seca e repuxa um pouquinho a pele. Será que o Botox de verdade também fica com essa sensação? #estranho
  2. Não mudou praticamente nada. Não sei se eu não soube usar ou se não tenho linhas de expressão suficiente para ver o efeito. Tanto é que fiz meu primeiro vídeo para o blog, na tentativa de mostrar a ação do produto, e não rolou. HAHA #BIGFAIL
  3. Onde o produto é aplicado, a pele fica opaca. Onde o produto não é passado, fica com o brilho natural. Mas essa diferença é corrigida com a maquiagem. Ou seria! Porque…
  4. Fui tentar passar um BB Cream após o produto e também ficou um cocô 😀 O produto ficou descamando, parecia que minha pele estava descascando, mas era o produto saindo.

Mesmo assim, fica aqui o registro da tentativa do vídeo:

instantly-ageless

E deixo também um dos vídeos que vi, com o efeito “milagroso” do produto:

É fato que ameniza as linhas de expressão, notei ao fazer alguns movimentos no rosto. Mas, em geral, minha primeira experiência não foi feliz como eu esperava. Se você usou, curtiu e indica o produto, deixa o seu relato pra gente! Quem sabe eu tento outra vez.

Older posts