Author: lahisla (page 2 of 3)

As coleções da Urban Decay que a gente não vai viver sem

A Urban Decay é uma das marcas de maquiagem que mais lançaram produtos desejo nos últimos anos. Desde que foi comprada pela francesa L’Oréal em 2012, é um lançamento atrás do outro e sempre daqueles que deixam todo mundo que ama maquiagem babando. Nem preciso citar as tão famosas paletas de sombras neutras Naked, que já tem uma família de quatro paletas incríveis e continua entre as mais vendidas da Sephora.

paleta naked urban decay

Eu até estava conseguindo resistir a todas essas paletas maravilhosas, até que… A Urban Decay lançou uma coleção de maquiagem assinada pela **DIVA** Gwen Stefani. A coleção tem uma paleta maravilhosa, com um design de embalagem espetacular e as cores de sombras que misturam tons neutros e coloridos, bem ao estilo das maquiagens da Gwen. Além das sombras, tem paleta de blushes, batons e lápis para lábios na coleção.

gwenn-stefani-maquiagem-urban-decay

 

sombras-urban-decay-gwen-stefani

blushes-urban-decay-gwen-stefani

batons-urban-decay-gwen-stefani

lápis-lábios-urban-decay-gwen-stefani

A coleção está quase chegando na Sephora brasileira, a previsão é que esteja disponível até julho.

Outro lançamento que está chegando lá fora (e a gente vai ter que esperar :~~) é a coleção do filme Alice Através do Espelho, que estreará neste mês. Como se não bastasse as cores das sombras serem lindas, a paleta ainda tem o design mais surpreendente que eu já vi, com uma linda borboleta azul na parte superior. Olha só!

As coleções da Urban Decay estão tão maravilhosas que eu posso até imaginar o quanto a M.A.C vai ter que rebolar pra superar tudo isso. Só nos resta babar e esperar que cheguem aqui pra nós!

7 lições que aprendi em 7 anos de trabalho

trabalho-em-equipe

Em 2016 eu completo 7 anos de trabalho e já posso compartilhar algumas lições que aprendi nesse tempo. Se você também já tem um tempo bom de profissão, pode se identificar com algumas dessas situações. Caso você esteja começando, leia tudo e tente aprender com os erros dos outros porque essa é a forma menos dolorida de aprender qualquer coisa nessa vida. Vamos lá!

1. Mesmo trabalhando para os outros, você é um empreendedor

Qualquer pessoa que esteja trabalhando em uma empresa privada não pode se considerar um simples funcionário, daquele tipo que está ali só fazendo o que lhe foi demandado. Além de você estar correndo o risco de perder seu emprego para qualquer um que simplesmente faça dois dedinhos a mais pela empresa, você ainda faz um trabalho pior por não se interessar pelo negócio em que você trabalha e conhecer pouco sobre ele. Quem tem uma postura de empreendedor, que busca saber mais sobre a empresa e sobre o mercado dela, entender como pode ajudar aquele negócio a crescer e de fato tenta se melhorar para isso, acaba se tornando mais necessário para a empresa. Portanto, tente se enxergar menos como funcionário e mais como empreendedor, como um consultor da empresa em que você trabalha e você se tornará um profissional melhor.

im-the-boss-gif-morgan-freeman

2. Aprender algo novo com frequência é essencial

Os comportamentos e as tecnologias estão mudando rápido e você não pode mais se dar ao luxo de fazer mais do mesmo. Vá nessa e você perderá o seu emprego em pouco tempo ou os seus clientes levarão o dinheiro para a concorrência em um piscar de olhos! Quando algo novo começa a ser falado, mesmo como uma realidade distante ainda, já comece a pesquisar sobre o assunto e tentar aprender, pois quando menos se espera, a inovação já chegou tomando o lugar daquilo que você faz hoje.

aprender

3. Vai ter gente te atrapalhando pelo caminho

Ah, o ser humano… Esse bichinho que quer ter muito fazendo pouco! Encontrei alguns desses que estavam dispostos a atrapalhar a minha caminhada. Uma hora ou outra você encontrará alguém que não quer você por perto ou que quer tomar crédito pelo seu trabalho. Então não pense que você é inteligente, tem um diploma e por isso vai ser fácil. Você sempre estará andando em um tapete sendo puxado dos dois lados e tem que ter equilíbrio pra se manter em cima, como nessa brincadeira do programa do Silvio Santos nos anos 90.

4. Cair na zona de conforto (e estagnação) é muito fácil

Em algum momento você se vê em uma empresa ou setor que te deixa confortável. Você está fazendo o que sabe fazer de melhor, está ganhando um salário que te deixa satisfeito no momento e assim os dias vão passando, os anos vão passando e você não vê as mudanças chegando. Um belo dia você se dará conta de que está desatualizado do mercado e precisa levantar a bunda e sair correndo a maratona de São Silvestre pra ontem. E eu te garanto que isso não é bom! Portanto, procure novos desafios de vez em quando, nem que seja realizando um trabalho paralelo no seu tempo livre, criando um pequeno negócio com um amigo ou sempre fazendo cursos novos pra estar em contato com novas pessoas e ideias.

lazy_cat

5. Não confie os seus sonhos profissionais inteiramente ao negócio dos outros

Se você tem um sonho profissional, se quer crescer em uma determinada área e fazer sempre melhor o seu trabalho, não fique esperando que a empresa que você trabalha se alinhe com o seu sonho. Os melhores profissionais têm esse pensamento de ver a empresa crescer graças ao seu trabalho, mas nem sempre o dono e o funcionário acreditam na mesma estratégia de crescimento ou têm os mesmos valores. É bonito acreditar que todos que trabalham no mesmo negócio compartilham os mesmos valores, mas na prática isso não é 100% verdade. Se isso acontece com você, se planeje para mudar logo de empresa ou abra o seu próprio negócio.

tumblr_lnruuly6eQ1qakh43o1_500

6. Trabalhar com quem sabe mais que você é essencial nos primeiros anos de profissão

Mesmo que a proposta salarial seja boa, não vale a pena desperdiçar os primeiros anos de profissão, aqueles em que você precisa aprender o máximo que puder, trabalhando sozinho, sem ter com quem compartilhar as suas ideias e o conhecimento que você adquiriu estudando. Ter contato com quem sabe mais que você, que pode te orientar e fazer as suas ideias evoluírem e virarem realidade é essencial nesse começo, muito mais do que dinheiro. Se você está sozinho no seu setor, acaba se desmotivando mais facilmente, seus parâmetros de qualidade do próprio trabalho caem e começarão a aparecer os problemas decorrentes da solidão profissional. Vão achar que é você que é preguiçoso, que trabalha mal porque não tem concorrência ou coisas do tipo, mas na verdade você está sofrendo de solidão profissional.

XOn3Clj

7. Trabalhar com pessoas que buscam o melhor faz você se manter motivado

Evite o máximo que puder trabalhar com quem gosta de fazer gambiarra ou se conforma em fazer mais do mesmo. Em pouco tempo os clientes vão perceber que a vida dele não está melhorando com o produto ou serviço que a sua empresa vende para ele, as reclamações vão chegar e você se sentirá desmotivado. Os elogios só chegam para quem faz bem feito! Então preserve o seu nome, pois como eu disse no começo desse post, você tem que se ver como empreendedor e seu nome no mercado é valioso pra o seu sucesso no futuro. Junte-se com quem quer fazer direito, bem feito e sempre buscando o novo. O sucesso estará perto desse tipo de profissional!

say my name

E aí, se identificou com alguma dessas lições? Conta pra nós aqui nos comentários!

Os 5 melhores canais do YouTube – Escolhas da Lahisla

youtube

A minha diversão já tinha uns 50%  de Internet no final dos anos 90, quando a Internet ainda era discada e tinha este barulhinho mágico ao conectar:

Hoje posso dizer que 99% do meu entretenimento é composto de músicas, vídeos, filmes, textos e tudo mais que houver na Internet, principalmente da Netflix e do YouTube. Todos os dias eu tenho um feed bem extenso de vídeos dos meus canais favoritos e resolvi compartilhar com vocês os meus 5 preferidos. Vamos lá!

1. Petit Comitê

Eu já disse em algum post aqui no blog que eu sou muito fã da Julia Petit desde os tempos do Orkut, que eu tinha uma comunidade pra ela lá. Mas o melhor é que a Internet evoluiu, a banda larga chegou e a Julia agora tem dois canais no YouTube: um sobre maquiagem e outro de entrevistas e perguntas e respostas. Adoro as opiniões dela e os entrevistados, que quase sempre têm a ver com o trabalho da Julia no portal Petiscos, incluindo moda, beleza, cinema e música. Vale a pena dar uma olhada!

2. Danielle Noce

Comida! Esse é o tema dos vídeos do canal da Danielle Noce. Ela ensina receitas deliciosas, a maioria de sobremesas deliciosas. Fora isso, o cenário e todos os utensílios de cozinha são tão fofos que dá gosto de ver. A minha próxima aventura na cozinha vai ser a receita de chantilly que eu vi no canal.

3. Jovem Nerd

O Jovem Nerd e o Azaghal falam sobre o universo nerd, ciência, cinema e viagens com aquele toque de humor (às vezes humor negro) que eu adoro. O Sr. K é outro personagem que eu adoro e tem uma série de vídeos no canal do Jovem Nerd também. Adoro!

4. Nerdologia

Eu sou uma cientista enrustida com toda certeza. Adoro vídeos de ciência e o Nerdologia mistura universo nerd e ciência como nenhum outro. Além disso, a edição dos vídeos é muito boa, ilustrando cada detalhe que o biólogo Atila Iamarino fala.

5. JoutJout Prazer

A JoutJout (ou Julia) fala sobre todos os assuntos possíveis e imagináveis, da quantidade ideal de papel para enxugar as mãos até HIV, tudo com o jeito bem expressivo e diferentão de falar dela. Sabe aquele sincerão que você gostaria de mandar pra muita gente e não tem coragem? A JoutJout manda por você.

E você, quais são os seus canais favoritos?

3 tendências de moda das passarelas direto para as ruas

Desfiles de moda muitas vezes não são bem compreendidos pelas pessoas normais, aquelas que nunca estudaram estilismo e moda na vida. Os grandes estilistas usam aquele momento para expressar a sua criatividade para o mundo e, principalmente, para os críticos das maiores publicações de moda. Porém, nas passarelas com tendências para o verão 2016, alguns itens foram direto para as ruas e eu vou citar alguns deles pra você.

Looks delicados com rendas

As rendas são tão românticas e estavam presente em vários desfiles. Esse da Água de Coco tem uma pegada bem tropical, já que estamos falando de uma marca de moda paia, mas as rendas foram vistas em outras marcas mundo afora.

desfile-agua-de-coco-renda

Água de Coco

Cores claras e branco pra o dia e para a noite

O branco e o cru são as cores desse verão. Pra quem acha que branco é só pra o ano novo, engana-se! É uma cor muito elegante e super tendência pra usar de dia e de noite.

desfile-patbo-spfw-01

PatBo

 

Vestidos em formato A

Vestidos soltos, sem marcação na cintura e bem leves foram bem presentes nos desfiles do verão 2016 e foram direto das passarelas para as ruas. Eu adoro o conforto deles!

vestido-a-colcci

Colcci

 

Percebeu que essas três tendências foram tão fortes nas passarelas que se misturaram nos três looks? Então aproveita que o verão brasileiro, principalmente o cearense, dura o ano quase todo e se joga nas tendências da estação.

Quanto custa ir ao show do seu ídolo?

Alguns podem dizer que ir a um show do seu ídolo internacional custa os olhos da cara, mas eu te digo que não tem preço! Então pra você que está na dúvida se deve desembolsar algumas centenas ou milhares de reais (sim, MILHARES!) pra realizar esse tipo de sonho, eu vou compartilhar um pouco das minhas experiências em shows internacionais.

Até 2012 eu era descrente, era daquelas que achava que nunca ia conseguir viajar pra ver um artista internacional tocar ou que Fortaleza nunca receberia uma turnê mundial de alguma estrela do rock. Tudo mudou quando comecei a namorar um fã incondicional do Pink Floyd e logo depois o Roger Waters, baixista e vocalista da banda, veio ao Brasil com a turnê The Wall, um dos maiores álbuns do rock mundial. A equação da motivação pra ir ao primeiro show internacional estava completa: um clássico do rock + viagem com o namorado + ingresso de presente de um ano de namoro = #PartiuShowDoRogerWaters

29032012170

Eu nem era uma das maiores fãs do Pink Floyd, mas o show foi o espetáculo mais lindo que eu já vi na minha vida. O palco era imenso e cheio de detalhes milimetricamente pensados pra encantar todo mundo que estava lá. A música eu nem preciso dizer nada, não tem nem como definir o The Wall sendo tocado ao vivo. Se eu não era tão fã, virei depois disso! E o terreno estava preparado pra que eu fosse pra o próximo show internacional.

Para a felicidade minha e dos meus amigos, o Dream Theater veio tocar em Fortaleza em 2014. Uma das maiores bandas de metal progressivo, com um dos maiores guitarristas do mundo (John Petrucci <3) e uma das bandas que eu mais ouvia durante a adolescência. Um espetáculo lindo, apesar do som do local do show não ser lá essas maravilhas todas.

Então o David Gilmour, guitarrista e vocalista do Pink Floyd, veio ao Brasil em 2015 e lá fomos nós novamente. Dessa vez  curtimos não um, mas os dois dias de show dele em São Paulo e completamos a missão Pink Floyd nessa vida.

Agora estou aqui na expectativa pra ver o Iron Maiden tocando ao vivo em Fortaleza amanhã. Bem aqui, do lado da minha casa praticamente!

iron maiden book of souls

E você deve estar aí se perguntando: “mas ela não ia falar dos custos?”. Sim, agora se prepare para a facada o orçamento de cada um dos shows.

Roger Waters – The Wall World Tour – Rio de Janeiro
Ingresso: R$600,00 (ganhei de presente)
Passagens de avião: R$500,00 (compradas com 6 meses de antecedência)
Hospedagem: R$700,00 (em hotel 4 estrelas durante 4 dias)
Transporte para o show: R$80,00 (de táxi)
Alimentação e gastos extras: R$400,00
Total: R$2.280,00

Dream Theater – Along for the Ride World Tour – Fortaleza
Ingresso: R$1.500,00/ 10 = R$150,00 (um camarote dividido pra 10 pessoas)
Passagens, hospedagem e transporte: R$0,00 (estava em casa \o/)
Alimentação e gastos extras: R$10,00 (só gastei com água)
Total: R$160,00

David Gilmour – Rattle That Lock World Tour – São Paulo
Ingresso: R$800,00 + R$400 = R$1200,00 (porque foram dois dias de show)
Passagens de avião = R$1200,00 (inflação, minha gente!)
Hospedagem: R$300,00 (Airbnb é vida!)
Transporte pra o show: R$0,00 (me hospedei muito perto e fui a pé)
Alimentação e gastos extras: R$700,00
Total: R$3.400,00

Iron Maiden – The Book of Souls World Tour – Fortaleza
Ingresso: R$340,00
Passagens, hospedagem e transporte: R$0,00 (estou em casa \o/)
Alimentação e gastos extras: R$100,00 (de cervejas e água pra pegar copos da turnê)
Total: R$440,00

Pode parecer caro, mas são experiências pra lembrar e contar pra o resto da vida. Vale muito a pena colocar na ponta do lápis, fazer todas as contas e curtir os seus ídolos. Dizem que eles são eternos, mas ver tocando ao vivo pode ser uma única vez na vida. Aproveite!

M.A.C e as coleções que a gente ama

A M.A.C é hoje um desejo pra quem ama maquiagem como eu. A gigante do mercado de beleza nem de longe parece aquela marca que surgiu da necessidade de um cabeleireiro e um maquiador canadenses por maquiagens com melhores fixação, pigmentação e texturas. Desde os batons produzidos em uma cozinha nos anos de 1980, exclusivos apenas para maquiadores profissionais, muita coisa mudou até chegarmos às coleções limitadas e assinadas por grandes nomes da música, da moda e das artes.

Até 2013, eu não tinha muito acesso às coleções da M.A.C porque ela não tinha tantas lojas físicas espalhadas pelo Brasil como tem hoje e também não tinha loja virtual brasileira. Até que em 2015 a M.A.C lançou uma coleção assinada pela Julia Petit, de quem eu sou fã há muitos anos. Sem querer entregar a idade, mas já entregando, eu fiz a primeira comunidade para a Julia Petit no Orkut. Então eu não poderia ficar sem alguns itens dessa coleção! Olha só eles que lindos.

Coleção MAC Julia Petit

Coleção MAC Julia Petit (cores: Boca, Petit Red e Açaí)

 

Depois dessa, veio a coleção com a embalagem que eu acho a mais linda de todas: M.A.C Toledo. A cor branca com desenhos dos artistas Isabel e Ruben Toledo ganharam meu coração (e meu bolso).

Coleção MAC Toledo

Coleção M.A.C Toleto (cor: Sin)

Essas são as que eu mais amo e, vale ressaltar, que eu consegui comprar antes de esgotarem. Sim, elas esgotam incrivelmente rápido, em poucas horas após o lançamento. Na coleção da Julia Petit, por exemplo, o batom na cor açaí esgotou em apenas 24h nas lojas de Fortaleza e em menos tempo ainda na loja virtual da M.A.C.  Até houve reposição, mas que também se esgotou um poucas horas.

Pra 2016 as coleções estão irresistíveis também. Vem por aí…

Mais cores na segunda coleção com o estilista Giambattista Valli

mac giambatista valli

Coleção M.A.C Giambattista Valli

E a coleção com o estilista Chris Chang

mac chris chang

Coleção M.A.C Chris Chang

Alguém se apaixonou pelos próximos lançamentos? Comenta aqui e compartilha. ;D

Amores platônicos – Quem nunca?

Você lembra do seu primeiro relacionamento amoroso? Eu não estou falando do seu primeiro beijo ou namoradinho(a) da escola. O nosso primeiro relacionamento geralmente é um grande e inabalável amor platônico por algum ídolo.

Até os meus 9 anos de idade, eu namorava com o Zac Hanson, aquele mini baterista fofíssimo da banda Hanson, mas ele não sabia disso, óbvio. Não podia passar um clipe na TV que já tentava ver tudo sem piscar os olhos, gravava em fita VHS (#alertadevelhice) todos os programas dos quais ele participava e via em looping infinito depois, comprava revistas que tinha fotos dele, usava a Internet pra baixar fotos e gravar em vários e vários disquetes (#alertadevelhice2) e sabia absolutamente tudo sobre ele, até que ele amava comer jujubas. Eu comecei a comer jujubas por causa disso, porque até então era o doce que eu desprezava em todas as festinhas infantis.

Hanson-gif

Aos meus 10 anos, o filme Titanic estreou e o Leonardo Dicaprio aconteceu na minha vida. E na vida de 10 entre 10 meninas da minha idade! Vi esse filme pelo menos 3 vezes no cinema, comprei os 2 VHS do filme (sim, era dividido em duas partes) e tudo mais que eu sempre fazia ao entrar em outro relacionamento como esse.

Com 13 anos, eu conheci o Axl Rose no clipe de Sweet Child O’Mine e ele foi o homem da minha vida. Mesmo Guns N’Roses não estando mais no auge, eu alimentava o meu amor platônico por ele com muitas e muitas fotos, músicas e clipes. E como foi decepcionante ver ele no Rock in Rio 3, gordo, desafinado e apenas suando feito um suíno.

E como era bom! Mesmo que muitos pensem que é ruim ter qualquer tipo de amor platônico, eu digo que, na infância e na adolescência, isso é maravilhoso e faz a gente refletir sobre os nossos relacionamentos depois de adultas. Vou te dizer o porquê:

1) Nossos amores de infância sempre são apenas lindos. OK, eles podem ser excelentes cantores, atores e tudo mais, porém nosso amor se baseava principalmente na beleza deles. Quando a gente cresce, percebe que existem muitos outros pontos, antes da beleza, que contam para a gente amar alguém, como companheirismo, interesses em comum, planos de vida parecidos etc. Quem não percebe isso nem depois de adulta e continua procurando apenas os “gatinhos” provavelmente vai entrar e sair de vários relacionamentos que não darão certo.

2) Quando crescemos, percebemos que nossos amores platônicos só são perfeitos porque estão distantes de nós. Mesmo sabendo tudo sobre eles (da comida favorita ao tamanho do sapato), não sabemos como são a personalidade e os hábitos deles na intimidade. Então, se você não aprendeu ainda, aprenda uma lição: as pessoas que estão mais perto de nós são as que têm mais chance de nos decepcionar em algum momento. Namoro e casamento se constroem com amor, renúncia e perdão quando necessário.

Hoje eu e as outras duas garotas na calçada somos adultas, nos aproximamos dos 30 anos (cof cof), temos ou procuramos relacionamentos reais e… continuamos com alguns amores imaginários, porque  ninguém é de ferro! A diferença é que temos plena consciência da realidade que falamos acima.

amor-platonico

Eu e o Bruno Mars, por exemplo, poderíamos ser um par perfeito. A Zilma e o Adam Levine; a Carol e o Jensen Ackles também! E assim seguimos exercitando a nossa imaginação amorosa. E você? Conta pra gente qual o seu amor imaginário! <3

 

Tênis branco está na moda e a gente agradece!

Eu adoro quando itens confortáveis estão na moda. Não que eu precise que as coisas estejam na moda para eu usar, mas porque as marcas começam a lançar diversos modelos diferentes para a gente escolher, além de revistas e blogs de moda mostrarem muitas combinações lindas pra eu me inspirar.

O item que está tomando as publicações de moda desde o ano passado é o tênis branco. Ele fica lindo em looks do dia a dia, para o trabalho ou para a faculdade e compõe looks bem despojados quando combinados com um vestido. Olha só algumas inspirações lindas que eu pincei no Pinterest!

tênis branco

 

tênis branco

 

tênis branco

 

Além de super confortável, o tênis branco é clássico e muito fácil de combinar com diversos looks. Vale muito a pena o investimento em um modelo que dure bastante! Eu escolhi um Adidas branco com bolinhas pretas bem pequenas, que dão um charme, mas não são tão chamativas.

Adidas Adria branco

 

Então monta no conforto e vem comigo! ;D

Top 5 séries: Escolhas da Lahisla

Televisão

Eu me arrisco a dizer que em tempos de crise, violência urbana e tudo de ruim que os tempos modernos trouxeram, um dos meus programas favoritos é ficar em casa, comendo pipoca e vendo séries na Netflix. Podem dizer o que for, criar memes ironizando quem faz “maratona” de séries, me chamar de antissocial, eu continuo amando.

Pensando em quem também ama ver séries, adora fazer uma maratona e curtir os fins de semana e os feriadões entre lençóis, eu vou compartilhar as minhas 5 séries favoritas. Vamos lá!

1. House of Cards

Estratégia e manipulação quase conseguem resumir o melhor dos personagens Frank e Claire Underwood, o casal protagonista da série que se passa nos bastidores da política americana. Os corredores e cômodos da Casa Branca são o cenário da maior parte da trama, que mostra como a ambição de Frank o levará à tão arduamente desejada cadeira de presidente mais importante do mundo. E será que ele se manterá? Assiste pra ver! São tantas reviravoltas, tantas emoções, que eu assisto uma temporada inteira de uma vez só na Netflix.

2. Breaking Bad

Quando comecei a assistir Breaking Bad ainda não tinha Netflix (ou pelo menos eu não lembro de ter no Brasil), mas ela está disponível inteira lá. A série conta a história de Walter White, um professor de química que descobre que tem câncer e passa a produzir metanfetamina para garantir o futuro da família após a sua morte. O problema é o quanto Walter White vai gostar desse “emprego temporário”. Assista e você ficará cheio de “quotes” (“citações”) na cabeça por um bom tempo!

3. Sense 8

Diversidade de gêneros e culturas é o ponto mais forte dessa série. Ela conta a história de 8 pessoas, de diferentes lugares do mundo, que começam a compartilhar sentimentos e habilidades e a serem perseguidos por isso. Agora imagine quanta reflexão pode surgir daí. Vale muito a pena ver a primeira temporada na Netflix!

4. Narcos

A série conta a origem e a ascensão do traficante colombiano Pablo Escobar, que comandou a maior operação de tráfico de cocaína do mundo nos anos 80. Apesar das críticas em relação ao espanhol com sotaque brasileiro do Wagner Moura, que interpreta Escobar na série, eu adorei e está no meu Top 5.

5. Once Upon a Time

Essa eu escolho pela fofura, minha gente! Em Once Upon a Time, os personagens das estórias infantis recebem uma maldição da Bruxa Má, da Branca de Neve, e vêm parar no mundo real. Sem se lembrar de quem são e sem contar com a magia, a cidade de Storybrooke recebe Emma e, a partir daí, tudo pode mudar. Sem querer dar spoiler, eu posso dizer que amo o Hook, o Capitão Gancho. <3

E você, qual é a sua preferida? Comenta aqui pra a gente saber e assistir também.

And the Oscar goes to…

E o Oscar vai para a figurinista do filme Mad Max – Estrada da Fúria!

Jenny Beavan

A noite de premiação do Oscar é sempre aquele desfile de belíssimos vestidos e dos maiores estilistas do mundo competindo para suas criações aparecerem no tapete vermelho. Dior, Chanel, Gucci, Prada… São muitos nomes de peso que a gente vê todo ano nos corpos das estrelas de Hollywood, mas poucos são realmente inesquecíveis. Por quê? Digamos que a originalidade anda meio em falta nas grandes maisons.

No meio de tantos longos tomara-que-caia, a gente só consegue lembrar mesmo de um deles quando acontece algo inusitado com a atriz que estava vestindo a peça. Jennifer Lawrence e seu belíssimo Dior do Oscar de 2014 que o digam!

lawrencepada

Mas, na noite de ontem, o figurino que roubou a minha atenção (e aposto que a de muita gente), foi o de Jenny Beavan, figurinista do filme Mad Max – Estrada da Fúria.  E quer saber por quê? Porque foi bem original e totalmente fora das expectativas de todos para uma premiação como o Oscar.

Digamos que o que se espera de uma figurinista é uma roupa de acordo com a ocasião, um traje de gala, que no caso seria um vestido longo para as mulheres. Mas por que, em pleno 2016, ela deveria optar por algo que não a deixaria confortável? Por que, em pleno 2016, ela deveria ir igual a todas ao invés de ir prestando uma homenagem ao filme que a consagrou na profissão que ela escolheu seguir?

O que Jenny Beavan nos disse ontem foi que o original, o inovador e até o inusitado sempre terão o seu espaço e muito valor. Olha só se essa jaqueta não é uma representação pura da criatividade e da originalidade dessa mulher!

Jenny Beavan Costas

O que quero com esse post é dar destaque a quem tem a coragem de ser diferente, sem ligar para os críticos de moda que estarão falando mal no dia seguinte. Jenny Beavan aproveitou bem o momento dela! Mas para quem também ama os vestidos longos das grandes maisons e espera ansiosamente para ver cada um deles passando pelo tapete vermelho, eu confesso que achei bem originais (#diferentona) o longo Givenchy de Rooney Mara, indicada ao Oscar de melhor atriz coadjuvante, e o longo Valentino da atriz Olivia Wilde.

rooney mara oscar 2016

Rooney Mara, de Givenchy

 

olivia wilde oscar 2016

Olivia Wilde, de Valentino

Então fica aqui o meu registro: o que tá na moda mesmo é a liberdade de ser quem você é!

Older posts Newer posts