Old but Gold

Eu admito, tenho uma alma de velho em um corpo jovem. Tenho também saudades de coisas antigas que não vivi. Me julgue!

Eu nasci em 1987, então digamos que comecei a viver mesmo a partir de 1990, ano das minhas primeiras lembranças. Mas, porém, contudo, todavia, estamos na era da Internet, onde conseguimos acessar informações que antes só ficavam no fundo do baú dos nossos avós, e podemos “viver” parte das antigas experiências musicais, literárias e artísticas.

Estava pulando de vídeo em vídeo no YouTube quando me deparo com uma imagem do cantor Guilherme Arantes (quem tiver por volta dos 20 anos nem vai saber quem é) bem jovem, em 1986, cantando Meu Mundo e Nada Mais, um clássico do tempo que se vendia vinil (chamavam de LP na época) com a trilha sonora nacional e internacional das novelas da Rede Globo.

Desse vídeo fui para o próximo…

E se você assistiu o vídeo acima vai entender o que eu vou dizer: quanta ousadia! Os anos 80 não foram nada ordinários  (tu tu tu tu tu pá!).

A letra da música, o cantor/galã segurando o gatinho, a briga de canivete que vira uma coreografia sensual entre dois homens, os arranjos da música. Podemos dizer tudo, menos que os anos 80 não foram revolucionários.

Saudades dessa vontade de arriscar na música, na moda… em tudo. Até da esperança e da sede de viver que todos tinham em um Brasil recém liberto da ditadura militar.

Saudades do que nao vivi.

Joga na rede!Share on FacebookTweet about this on TwitterEmail this to someone